Cuidar da saúde de um animal vai muito além de oferecer um alimento de qualidade. Para que nossos pets sejam realmente saudáveis, devemos estar sempre atentos aos sinais que eles nos dão no dia a dia. Afinal de contas, diferentemente de nós, eles não falam, mas muitas vezes se expressam de outras maneiras que são capazes de dizer que algo não vai bem.

Conhecer seus cuidados é um grande passo para garantir o bem-estar animal. Por isso, é sempre importante relembrar as melhores medidas preventivas de doenças e demais complicações que afetam os bichinhos.

É essencial que a vacinação esteja sempre em dia –

Essa é a maneira mais segura de evitar epidemias e contribuir para a qualidade de vida dos pets. Além disso, a carteira de vacinação de animais em dia é critério básico para que o pet possa frequentar espaços públicos, viajar e se hospedar em hotéis.

Não é efetivo vacinar o animal depois que ele já contraiu determinada doença. Por esse motivo, é importante obedecer o calendário e impedir que o pet, enquanto não estiver vacinado, tenha contato com outros animais e faça passeios fora de casa.

Caso não haja registro de vacinação no seu pet recém-adotado, é recomendado visitar um veterinário para que o médico recomende quais os procedimentos corretos com as vacinas. Após a autorização, não há problemas em iniciar o ciclo de imunização, mesmo que ele seja mais velho do que a idade recomendada.

Higiene também é prevenção –

Inúmeras doenças podem ser evitadas quando mantemos a saúde pet e higiene dos nossos amigos de quatro patas em dia.

Higiene bucal em dia é sinônimo de saúde –

A higiene bucal, poucas vezes realizada pelos tutores, é de enorme importância para evitar tártaro, doenças bucais e proliferação de bactérias por todo o organismo do animal. Por isso, escove os dentes de seu amigo de quatro patas diariamente, utilizando escova e pasta de dentes específicos para cães e bichanos.

A higiene do ambiente previne doenças –

O ambiente limpo evita muito mais problemas do que se pode imaginar. Grande parte das bactérias e parasitas estão alojados nos lugares frequentados pelos animais. Comedouros e bebedouros, inclusive, precisam ser higienizados constantemente.

Mas atenção: cuidado com os produtos de limpeza que serão utilizados. Muitas substâncias químicas podem fazer mal aos animais quando ingeridas ou em contato com a pele. Por isso, opte sempre por produtos que não agridam a saúde animal.

O perigo do sedentarismo –

Incentivar a prática regular de exercícios para cachorro e gato evita uma série de complicações, tanto de ordem física quanto mental. Animais obesos podem sofrer com problemas ósseos, musculares e até doenças como a diabetes, o que torna óbvia a importância de se exercitar.

Informações: petz.com.br/blog

Compartilhar.

Deixe seu comentário!