Em reunião com a MRS Noraldino pede construção de ciclovia para JF

O Deputado Noraldino Junior tem se mostrado preocupado com a renovação da concessão de utilização da malha ferroviária de Juiz de Fora pela MRS por mais 30 anos. Desde que soube dessa possibilidade, o parlamentar vem mostrando a necessidade da empresa ouvir a opinião da população do município, que é a mais afetada pela passagem do trem diariamente pela cidade. Audiências públicas já foram realizadas para tratar do tema e também reuniões entre representantes da empresa e o próprio deputado, como a que ocorreu na tarde da última terça-feira (17/01).

Durante o encontro, que contou também com a presença dos vereadores André Mariano e Vagner de Oliveira, Noraldino entregou ao diretor de Relações Institucionais da empresa, Gustavo Bambini, um Ofício solicitando que, com a aprovação da prorrogação, a empresa garanta que sua sede permaneça na cidade de Juiz de Fora, mantendo os empregos dos cidadãos. Outra solicitação foi a elaboração de um estudo para que a malha ferroviária seja utilizada, também, para o transporte de passageiros. Para o deputado, “tal atitude amenizaria o impacto ao transporte público e urbano”. Noraldino solicitou ainda, como uma medida compensatória de utilização da malha, que a MRS promova a revitalização das margens do Rio Paraibuna por toda sua extensão. O projeto contemplaria a otimização da iluminação, a construção de ciclovia, de pista de caminhada e de corrida.

“Sabe-se que sou totalmente a favor da transposição da linha férrea para fora da área urbana do município, e, mesmo não concordando com a concessão da forma como vem sendo tratada, temos que, no mínimo, incluir medidas compensatórias para amenizar os danos que são causados e que causarão por mais trinta anos de concessão. Tais medidas são de extrema importância e necessidade para a cidade, que é hoje referência para diversos municípios da região”, enfatizou o deputado.

Gustavo Bambini disse que a ciclovia é de interesse da empresa, até porque ambas tratam de mobilidade urbana, e citou que a obra é um anseio antigo de toda a cidade. Ele disse que a empresa não tem condições de arcar com a obra integralmente, mas que poderia, por exemplo, ajudar na captação de outros recursos, como o Plano de Mobilidade Urbana do Governo Federal.

Uma outra reunião para tratar do assunto deve ser realizada em fevereiro.

Dê a sua opinião

Assessoria de Imprensa

Assessoria de Imprensa e Comunicação do Deputado Estadual Noraldino Junior (PSC-MG)